Planos Odontológicos – Guia de Planos Dentários

Instrumentais Odontológicos - Planos Odontológicos.netÉ muito difícil encontrar um consultório dentário que aceite um dos vários planos odontológicos, hoje em dia. Isso porque os planos pagam um valor muito baixo por procedimento, o que deixa o profissional e o consultório no prejuízo. Contudo, ainda há aqueles que ofereçam cobertura dos procedimentos mais básicos através do plano odontológico.

Esses fatores agregados às várias outras variáveis, como, por exemplo, dívidas de financiamento da clínica dentária e do próprio profissional liberal, levam a fazer com que os planos dentários sejam cada vez menos atendidos. Ao contrário do que acontece com os convênios médicos, não é tão comum encontrar um profissional que tenha algum tipo de convênio. Com isso, os planos odontológicos estão fadados a desaparecer do mercado.

Clínicas Odontológicas x Planos Dentários

As clínicas preferem não aceitar os planos odontológicos pelo simples fato de que no final das contas não vale a pena. Na melhor das hipóteses os planos cobrem apenas o custo básico para efetuar os procedimentos e isso não leva em consideração os vários materiais odontológicos necessários em alguns tipos de tratamento odontológico.

O que os Planos Odontológicos não cobrem

Além do custo da instalação onde há as contas de gás, eletricidade, água e materiais básicos como luvas, seringas e etc., os planos muitas vezes não contam com outros fatores. O equipamento odontológico geralmente é comprado com financiamento, pois são extremamente caros e nenhum profissional poderia trabalhar sem eles! Com uma pincelada rápida vemos que são vários os equipamentos necessários, por exemplo:

  • Cadeira Odontológica
  • Mocho Odontológico
  • Instrumentais Odontológicos (agulhas, raspadores, pinças, e vários outros)
  • Seladora Odontológica
  • Estufa Odontológica
  • Materiais Odontológicos (borrachas, fios de aço, massas, anestésicos, etc.)

Na ponta do lápis toda essa parafernália custa muito caro e são poucos que exercem essa profissão que conseguem montar seu primeiro consultório ou trocar seus equipamentos atuais por outros mais atuais fazendo o pagamento à vista.

Alguns procedimentos ainda são muito caros e o profissional acaba tendo algum lucro apenas na manutenção deles. É o caso do aparelho odontológico. Mesmo assim pouco há de se lucrar com a manutenção quando essa envolve a troca de várias peças que podem se soltar ou por danos naturais.

Como escolher seu um dos Planos Odontológicos

É bem fácil, para falar a verdade. O que você deve fazer é tentar encontrar o maior número de fatores positivos para a sua necessidade num dos planos disponíveis no mercado. Dentre eles, avalie bem a quantidade de clínicas odontológicas credenciadas em sua área de moradia ou que seja próximo o suficiente. Procure também por planos que cubram procedimentos mais complicados, como cirurgias, por exemplo. As cirurgias odontológicas são mais comuns do que pensamos e nunca se sabe quando iremos precisar; o bom é estar coberto nesse caso. Aposte também em planos que ofereçam atendimento em clínicas grandes. É importante que seu plano odontológico também dê suporte à procedimentos caros, como implantes dentários, por exemplo.

Existem muitos bons planos odontológicos no mercado. Lembre-se apenas de fazer uma boa pesquisa antes de assinar qualquer tipo de contrato. Você também pode se garantir pesquisando sobre o plano e sobre a operadora. Dê preferência às operadoras com mais tempo de mercado e que já tenham experiência na área de planos odontológicos. Boa sorte!

Categorias

  • Nenhuma categoria

Arquivos